Parceria

Resenha: Dias de Despedida

16 julho

Título: Dias de Despedida
Autor: Jeff Zentner
Editora: Seguinte
Ano: 2018
Páginas: 392


É difícil falar de um livro que tenha um tema tão doloroso como o luto. Apesar de eu geralmente relutar em ler livros que contenham este tema de forma centralizada, Dias de Despedida vai além e os assuntos nele abordados são tão sinceros e reais que é impossível fechar os olhos para essa realidade. Sim, estamos vivendo em um mundo complexo, com problemas diários e ninguém está imune a dor das perdas. Ler Dias de Despedida me fez pensar em tantos detalhes que talvez tenho deixado de lado, afinal a vida é cheia de erros e acertos.


Carver, Mars, Eli e Blake formavam a Trupe do Molho e eram melhores amigos. Juntos eles saíam, se divertiam, eram confidentes e estudavam juntos. Porém a vida de Carver muda completamente quando os seus três melhores amigos sofrem um acidente de carro batendo na traseira de um caminhão parado na estrada. E o que era para ser um ano feliz na vida de Carver ao lado dos seus amigos, torna-se desesperador, pois Carver carrega uma grande culpa pelo acidente, além de alguns dos familiares de seus amigos culpá-lo pelo que aconteceu.

Carver enviou uma mensagem para seus amigos enquanto eles dirigiam pela estrada perguntando onde estavam e enquanto o amigo o respondia, o acidente fatal aconteceu. Carver encontra-se sem saída, sem amigos e ao invés de apoio encontra acusamento e ódio de vários conhecidos. Ele  encontra apoio em Betsy, a avó de Blake e Jesmyn, que era namorada de Eli, e aos poucos vão se tornando grandes amigos. Mas Carver também encontra dificuldades com Adair, a irmã gêmea de Eli que quer fazer pagá-lo por tudo que aconteceu de alguma forma, além do juiz Edwards que é pai do Mars e também concorda que Carver deve ser punido. Com tantos empecilhos em seus caminho, além do sentimento de culpa, a tristeza constante, a dor e o luto, poderá Carver encontrar alguma forma de lidar com tudo o que está sentindo e poder encarar em paz os familiares de seus amigos?

Dias de Despedida traz uma narrativa reflexiva, que permeia nossas questões sociais mesmo quando parecemos ignorá-las. Foi difícil ler esse Young Adult sem imaginar a dor e a culpa que eram tão presentes na vida de Carver. Lidar com o ensino médio e estar na adolescência não é fácil, então imagine encarar novamente a escola com a maioria dos colegas que você conhecia te vendo de uma forma diferente, como alguém que não merecia ser feliz. É um livro que fala sobre dor, sobre recomeçar em meio às dificuldades e tentar encontrar um sentido na vida, mesmo quando ela pareça não ter mais nenhum.

O livro é narrado em primeira pessoa e em vários capítulos Carver fala sobre a Trupe do Molho e relembra histórias que faz com que compreendamos melhor cada um dos personagens e é impossível ficar alheia a amizade sólida que foi construída entre eles. Apesar de abordar temas tão intensos e fundamentais, em determinado momento tive dificuldades na leitura, pois apesar de abordar vários assuntos, o autor não se aprofundou muito neles, deixando uma lacuna na narrativa, que algumas vezes se tornou um pouco cansativa. Ainda assim, para quem procura uma leitura mais densa e reflexiva que faz com que repensamos as nossas atitudes em relação a muitos aspectos da nossa vida, esse é o livro que recomendo!




››

Um Rascunho a Mais

Um Rascunho a Mais: Seja Grato Pelas Pequenas Coisas

15 julho


Olá pessoal, tudo bem?
O rascunho de hoje é sobre um dos temas que tem me ajudado a viver cada dia melhor e é também um dos meus favoritos: gratidão. Apesar da simplicidade da palavra, seu sentido é amplo e só aqueles que a vivenciam, de fato sabem o quanto ela faz diferença em nossas vidas.

Não podemos negar que os nossos dias tem sido difíceis e que o mundo não está sendo exatamente um lugar seguro. Porém, por mais que vivenciamos dias de sofrimento, temos que ser capazes de ser gratos pelas pequenas coisas que ainda nos faz felizes. Você tem um blog também? Seja grato por ele, por mais que pareça que o seu trabalho está sendo em vão, em algum momento seu esforço será reconhecido se você não desistir. Seu emprego não é dos melhores? Agradeça pelo fato de estar trabalhando.


A gratidão precisa dar sentido a nossa vida, não é da boca pra fora, mas do sentimento sincero de reconhecer aquilo que temos como o melhor para cada um de nós. Se você sente que aquilo que você tem não te faz feliz, então busque sua felicidade através da gratidão. Estar vivo e viver cada dia com saúde e responsabilidade são também bons motivos para agradecer.

Não existem dias fáceis, mas é necessário não deixar que a tristeza domine a nossa mente. É preciso acordar com fé, acreditar que vai ser tudo diferente e agradecer pelas pequenas bênçãos de cada dia. Sorrir mediante aos fugazes momentos de felicidade, entregar-se ao ânimo e sentir-se bem disposto para a mudança são os primeiros passos. Não deixe que o mau humor tome conta da sua vida, mas se deleite com a gratidão, com a espera e a confiança de que dias melhores estão porvir.


A maioria dos livros de desenvolvimento pessoal reforça a diferença que a gratidão tem em nossas vidas. Não deixe que a irritação faça parte dos seus pensamentos, mas aprecie a delicadeza e a sutileza de um agradecimento sincero no início de cada dia. Observe com o passar do tempo o quanto ser grato faz diferença em sua vida e permita-se a esperar por dias melhores. Esteja você aonde estiver, acredite: se você lutar diariamente por aquilo que quer com um coração agradecido, tudo vai ser diferente. Permita-se sonhar, e vivenciar os seus sonhos deixando que a gratidão permeie a sua vida.



››

Generale

Resenha: Elric - Volume dois

13 julho


Título: Elric de Melniboné - Volume Dois
Editora: Generale
Páginas: 342
Ano: 2017

Olá, leitores! Eu nunca canso de compartilhar o meu amor por literatura fantástica, seja voltada para o público infanto-juvenil ou para os adultos, os livros do gênero sempre despertam a minha atenção. Elric de Melniboné é um livro classificado dentro do gênero de fantasia como espada e feitiçaria (sword and sorcery) e mais uma vez não decepciona. Já faz um bom tempo que li o primeiro volume do livro que conta a história do imperador albino e logo que a editora Generale anunciou o lançamento do segundo volume já fiquei desejando-o e agora, enfim, o li. Já adianto, caros leitores, que a história se mantém ainda mais intrigante e cheia de reviravoltas em relação ao primeiro volume. Se você não leu o primeiro volume pode ler essa resenha sem medo pois a mesma não contém spoilers.

Elric é, provavelmente, um dos personagens mais surpreendentes que conheci até o momento na literatura. O imperador albino tem características marcantes que o diferenciam da grande maioria dos protagonistas que estamos habituados nos livros. Para começar ele não é o mocinho da história, ele não veste uma roupa de herói e nem de longe é perfeito. Por onde passa, leva consigo um rastro de destruição, enfrentando desde criaturas inumanas com grandes poderes e até mesmo os amigos, passando por diversos planos e tempos, vivendo grandes aventuras, seja em terra ou no mar, posso afirmar que previsibilidade não é recorrente neste livro. Elric tem total conhecimento das suas fraquezas e de sua personalidade, suas dores e angústias não são empecilhos para que ele saia à frente de grandes batalhas. 

Elric não possui força física, mas tem domínio sobre a feitiçaria, é um estudioso e sua espada Stormbringer possui uma força sobrenatural. Esses elementos, aliados ao fato do personagem ser um bom estrategista, são o que o ajudam a sobreviver durante as batalhas e permitem que outras pessoas confiem suas vidas e até mesmo seus reinos a ele. Não pensem que a espada é sua aliada, ela o manipula e ao mesmo tempo ele também depende dela para se manter vivo, já que ela fornece forças a ele. Provavelmente quem é fã de RPG (role playing game - jogo de interpretação de personagens) tem conhecimento sobre a espada usada pelo protagonista já que a mesma é muito citada.

A ambientação do livro é sensacional, o leitor é convidado a embarcar por universos únicos e surpreendentes em uma leitura cheia de ação e reviravoltas de tirar o fôlego. Como eu já mencionei, a história não tem nada de previsível. Uma leitura para tirar o chapéu.

Preciso ressaltar aqui a qualidade das edições, tanto do primeiro volume quanto desse segundo. Os livros possuem capa dura, folhas amarelas e um trabalho tipográfico de primeira. No início de cada capítulo há ilustrações da Stormbringer que deixam a edição ainda mais bela. Acredito que a editora ainda irá lançar mais volumes sobre o imperador e sem dúvidas é uma coleção para ostentar na estante. 

Indico esse livro para todos que gostam de fantasia com muita ação, provavelmente quem gosta dos livros do J.R.R. Tolkien irá se deliciar com essa aventura. 

Vou deixar os links para a resenha do primeiro volume Elric de Melniboné - A traição ao Imperador e também para quem quiser comprar os livros direto na loja do primeiro e do segundo volume.
››

Generale

Resenha: Solomon Kane - A Saga Completa

11 julho

Título: Solomon Kane - A Saga Completa 
Autor: Robert E. Howard
Editora: Generale
2015

Olá pessoal, Renner que vos escreve novamente.
E hoje trago para vocês uma experiência única e memorável. A leitura de Solomon Kane, livro recebido em parceria com a Generale, e QUE LIVRO.

Escrito pelo já muito consagrado Robert E. Howard, autor de Conan, considerado o pai do gênero sword and sorcery (traduzido como espada e fantasia), tendo precedido em muitas décadas grandes nomes da fantasia como J.R.R.Tolkien (Senhor dos Anéis, O Hobbit), Michael Moorcock (Elric de Melniboné), George R.R. Martin (As Crônicas de Gelo e Fogo). O autor e a obra são clássicos da fantasia e trazem uma experiência única para o leitor.

Antes de abordar a obra, é importante ressaltar alguns pontos importantes. O primeiro é o trabalho gráfico da editora, que trás uma arte de capa fantástica, páginas ilustradas nos títulos de cada conto e nos interlúdios do livro. O tamanho das páginas, da fonte e espaçamento, aliados as páginas amarelinhas trazem um conforto muito grande durante a leitura. Outro detalhe a se ressaltar é o grande cuidado de Alexandre Callari, tradutor da obra no Brasil, o qual traz uma ótima contextualização para os leitores na sua introdução bastante informativa sobre o autor, o personagem e a obra ao longo dos anos. Além disso, há uma decisão editorial acertada  ao apresentar extras no fim do livro, contendo uma carta do pai de Howard para H.P. Lovecraft após a morte do autor e outra carta do autor para um amigo escritor. Além disso, há um breve informativo sobre a produção cinematográfica sobre o personagem. O nome "A Saga Completa" faz jus ao trabalho de edição e tradução.

Sobre a obra, a mesma é composta de 9 contos mais os extras mencionados, sendo alguns contos bastante curtos e outros um pouco mais longos. Ao longo das 256 páginas, observamos o famoso puritano inglês em sua vida missionária em prol do bem e da justiça. A aparência caricata do personagem (caricata hoje, depois de extremamente copiada e reproduzida) e sua exímia habilidade de combate aliada a grande capacidade física trazem uma sensação bastante intimista, na medida em que Howard escreve de forma bastante detalhada e descritiva. Um misto de honra, crença e justiça movem o personagem, que logo nas primeiras páginas deixa claro sua luta incansável para fazer justiça à pessoas desconhecidas, somente porque as mesmas não podem se defender. A obstinação de ferro do personagem é, ao mesmo tempo, intrigante e admirável.

Outro detalhe curioso é que, apesar de muito capacitado, Kane não é um Deus em seu protagonismo. Howard torna Kane superior, mas sempre enfrentando dificuldades e com risco palpáveis em cada conto. Além disso, Howard se utiliza de recursos nada mágicos e inacreditáveis para livrar nosso querido Kane das situações complicadas. É interessante observar que, apesar da época em que foram escritos (por volta de 1930) e do puritanismo cristão do personagem, há um misto de medo e respeito pelas crenças de matrizes africanas, recorrentes ao longo de toda a obra. Kane revisita a costa dos escravos com frequência e mantém amizades fortes com N'Longa, um feiticeiro tribal que ele conhece no primeiro conto, "The Red Shadows". Recheadas de mistérios sobrenaturais e fantasias bem estabelecidas (como a desaparecida Atlântida), as histórias trazem diversas experiências diferentes, em alguns momentos parecidas com um Indiana Jones, as vezes meio expurgador de demônios, mas sempre de forma bastante criativa e interessante.

Definitivamente recomendo o livro para os fãs de fantasia, espada e feitiçaria. É uma leitura que gostaria de repetir em um futuro não tão próximo (e eu sou adepto de não realizar releituras hein), dada a gostosa experiência de entrar de cabeça nesse mundo fantástico. 

É isso, até a próxima pessoal, espero que tenham gostado. Deixem comentários dizendo o que acharam e vamos falar um pouco sobre esse maravilhoso clássico da fantasia.

››

Parceria

Resenha: Interferências

09 julho


Interferências foi um livro que me despertou o interesse desde o momento em que vi a sua capa entre os lançamentos, ele combina dois elementos que gosto muito em livros, comédia romântica e ficção científica. Porém, acabei me deparando com algumas críticas negativas que me fizeram adiar um pouco a leitura. A curiosidade acabou falando mais alto e decidi intercalar a leitura de Interferências com outro livro que já estava lendo. Como resultado, ele acabou furando a fila totalmente e o outro livro acabou ficando um pouco para escanteio nos últimos dias. Mal percebi o tempo passando ao longo de suas mais de quatrocentos páginas e se não fosse o fato que estou com pouco tempo para me dedicar a leitura, provavelmente teria lido ele bem mais rápido. Vamos ao que interessa.

Briddey Flannigan trabalha para uma grande corporação de telecomunicação. Seu namorado, Trent, que também trabalha para essa mesma empresa acabou de fazer uma grande proposta a ela, uma cirurgia que aumenta a empatia entre casais e permite que os mesmos sintam as emoções um do outro. No universo em que a história é ambientada um pedido como esse tem mais valor que um pedido de casamento propriamente dito, pois estabelecer essa conexão implica em saber exatamente como o casal se sente a todo momento.

A família de Briddey é invasiva e se opõe a cirurgia, estão decididos a fazê-la mudar de ideia. O cientista do trabalho dela também tenta dissuadi-la a não realizar o procedimento. Tudo em vão, Trent e Briddey realizam o procedimento em segredo. O resultado não é o esperado, Briddey acaba se conectando a outra pessoa.

Encarei o livro como uma grande crítica social. Nos dias de hoje vivemos um 'boom' da tecnologia, as redes sociais estão em seu ápice e as pessoas estão cada vez mais conectadas a elas. Através das telas, as pessoas expressam o que sentem, o que pensam e situações cotidianas. A aproximação se tornou virtual e os olhos nos olhos aos poucos tem se perdido, a descoberta sobre o outro se dá através de suas postagens e não mais através de diálogos.  O tempo dedicado a essas atividades é cada vez maior e a convivência fora do ambiente virtual tem se tornado cada vez menor. Em um mundo como esse não é impossível imaginar que as pessoas se sujeitariam a procedimentos cirúrgicos apenas para saber o que o outro sente, primeiro por ser bem menos trabalhoso e dispendioso do que dedicar um tempo para tentar conhecer outra pessoa e depois para identificar o que de fato é real. O que, ao meu ver, é preocupante e me faz pensar no rumo para o qual nossa sociedade caminha. Há realmente a necessidade de estar cem por cento conectados?

Devo dizer que em alguns momentos a escrita pode se tornar um tanto maçante por ser altamente descritiva, o que de fato não me incomoda, mas pode ser um empecilho para outros leitores. O desfecho, por sua vez, ocorre de forma rápida, com alguns pequenos detalhes que me incomodaram um pouco, mas no saldo final não me fizeram desgostar da história. As explicações científicas são breves e fáceis de serem compreendidas, tornando o livro bem acessível até mesmo àqueles que não gostam de ficção científica. O livro tem seus clichês como qualquer romance "água com açúcar", traz aquela previsibilidade que tanto estamos habituados no gênero, porém a crítica social leva diversos questionamentos que conferem originalidade à leitura.

Conforme já mencionei, a leitura é bem descritiva, portanto não indico para quem prefere histórias curtas e objetivas. Para quem não gosta de ficções científicas, mas gosta de livros românticos não vejo nenhum empecilho que impeça de gostar da leitura.
››

Um Rascunho a Mais

Um Rascunho a Mais: Nunca Desista dos Seus Sonhos

08 julho

Olá pessoal, tudo bem? Desde que começamos o blog, temos pensado em trazer postagens que de alguma forma possam despertar o amor pela literatura ainda mais. Porém decidimos trazer essa nova coluna que falará de livros, mas também de outros temas, como o de hoje. Afinal, nem sempre estamos motivados a realizar os nossos sonhos, não é mesmo?

Durante muito tempo, eu tive vontade de ter um blog literário e escrever sobre livros. Nós enquanto leitores sabemos a dificuldade de encontrar pessoas que compartilhem do nosso amor pela literatura e que compreendam como essa leitura diária em nossas vidas é importante. Ao criar o blog, também deparamos com muitos obstáculos, afinal nada é fácil, e quantas vezes até pensamos se valeria a pena, mas por que desistir dos nossos sonhos quando finalmente conseguimos realizá-lo?


Talvez você que esteja aí do outro lado e lendo este post agora, sinta-se desmotivado por inúmeros motivos, mas não desista dos seus sonhos, porque se eles tiverem que se concretizar em algum momento, acredite que isso vai acontecer. Todas as dificuldades que você tem hoje, a sua luta diária poderá se concretizar em uma grande vitória se você jamais desistir. Walt Disney, um dos maiores criadores do universo cinematográfico arriscou tudo o que tinha para a produção do filme de Branca de Neve. Enquanto muitos falavam que não ia dar certo, ele não ouviu, simplesmente acreditou em seus sonhos e o filme se tornou um sucesso de bilheteria.

Também não se deixe levar pelas opiniões alheias que te deixam para baixo, mas siga em frente, porque o mundo está aí, na sua frente, repleto de possibilidades e realizações. Pode ser que nesse instante você não veja saída, mas há sim uma luz no fim do túnel. Também passei por diversos momentos de dúvidas, mas nesses momentos mantive a minha cabeça erguida e acreditei que tudo poderia dar certo. Não é por causa de algo que deu errado que você deve acabar com os outros planos, mas se você tiver coragem e determinação para recomeçar, em algum momento você será recompensado por isso.


Não deixe que os seus medos sejam maiores que os seus sonhos. Tente chegar aonde deseja, mas não pare lá, continue sonhando e andando mais longe. Enquanto você sonhar, terá motivos para viver, para ser feliz. Não, ninguém nunca falou que vai ser fácil, mas é indubitável que essa força de vontade faz com que alcancemos lugares mais distantes e até maiores do que sonhamos.

Seja você blogueiro ou leitor, não desista jamais dos seus sonhos. Se em algum momento sentir-se desmotivado lembre-se que a vida é cheia de erros e tentativas e nenhuma pessoa que passou por ela acertou o tempo todo, mas se obteve sucesso foi porque lutou, teve que correr atrás dos seus sonhos em cada dia e jamais deixou a derrota abraçá-la. Você também pode ser o próximo  vencedor. Esteja disposto a acordar pela manhã todos os dias, grato pelos sonhos em seus coração e batalhar por eles. Em algum momento seu trabalho terá resultado e será muito melhor do que você imaginou.

››

Aumenta o som

#Vem Férias

06 julho


Olá Galerinha! Tudo bem com vocês? Espero que sim!
O mês de julho vem trazendo muitas novidades e uma delas é as férias. Ganhar um descanso do trabalho, escola ou faculdade é muito bom para a mente e alma.
Ficar de bobeira pode ser legal, mas assistir um filme, ouvir música ou ler um bom livro é melhor ainda.
Sei que muito de vocês esperam ansiosamente por esses dias de folga para fazer tudo àquilo que ficou acumulado na metade do ano. Então, hoje venho trazer algumas músicas para você ouvir enquanto você faz as suas atividades.


#Sugar – Marron 5

“Sugar

Yes, please

Won't you come and put it down on me?”

(...)

#Shape of You – Ed Sheeran

“Girl, you know I want your love

Your love was handmade for somebody like me

Come on now, follow my lead”

(...)


#Reggaetón Lento – CNCO ft. Little Mix

“It started when I looked in your eyes

I got close and I'm like: Bailemos, eh?

La noche está para un reggaetón lento”

(...)


#Amor, Amor,Amor –Jennifer Lopez ft. Wisin

“Dos cuerpos entregados

Un par de enamorados

Flechados”

(...)

 

#Havana – Camila Cabello ft. Young Thug

“Oh, but my heart is in Havana (ayy)

There's somethin' 'bout his manners (uh huh)

Havana, ooh na na”

(...)


#There's Nothing Holdin' Me Back – Shawn Mendes

“Manipulate my decisions

Baby, there's nothing holdin' me back

There's nothing holdin' me back”

(...)


Ouça todas:

Bom galerinha, espero que tenham gostado!
 Aproveite bastante o som e se divirta. Lembre-se que ainda teremos muitas músicas rolando por aqui. Até a próxima!
                  

››

Facebook