[Dia das Crianças] Resenha: O Jardim Secreto

12 outubro


O dia das crianças é uma data que sempre me deixa um pouco nostálgica lembrando da minha infância. Desde muito cedo eu sempre gostei de ler e apesar de ter lido uma quantidade significativa de livros, são pouco que me recordo nitidamente, mas alguns autores ficaram na lembrança, vale citar J.K. Rowling, Pedro Bandeira e Maurice Druon. Nem preciso mencionar as diversas adaptações dos clássicos infantis que tive contato seja lendo ou assistindo animações. Foi através de uma animação que conheci a história “O Jardim Secreto”. Eu não me recordo nitidamente de todos os detalhes do filme, mas lembro que me encantei com a história e foi tomada por esse sentimento nostálgico que decidi iniciar a leitura desse clássico infantil incrível.

A história inicia-se na Índia onde é apresentada a protagonista Mary Lennox, uma criança antipática, magricela, de cabelos ralos e desprovida de beleza. O pai dela trabalhava para o governo e sempre estava muito ocupado, a mãe por sua vez era uma mulher bonita e alegre, porém nunca teve interesse em Mary, assim que a colocou no mundo entregou para aia (babá em hindu) criá-la e deu a entender que não queria a criança por perto. Foi assim, desprovida de amor materno e paterno que Mary cresceu e seguiu dando ordens aos seus empregados que faziam de tudo para que ela fosse agradada, até o dia em que ocorre uma epidemia de cólera que deixa a garotinha órfã e então ela vê sua realidade se transformando aos poucos. Primeiro, ela foi encaminhada para um lar provisório e em seguida foi enviada a um tio distante na Inglaterra.
O tio, assim como seus pais não quis se aproximar dela, deixou-a sob os cuidados de empregados. Assim Mary se vê em uma nova realidade, os empregados já não se preocupam tanto em agradá-la e deixam com que ela fique ao ar livre, a única restrição que possui é que não fique andando pela casa. Aos poucos Mary descobre os prazeres de estar ao ar livre e fica instigada a descobrir os segredos que se ocultam nos jardins da mansão, já que fica sabendo da existência de um jardim secreto. Ela logo encontra o Jardim Secreto e fica impressionada com a beleza do lugar e começa a cuidar do lugar todos os dias sem contar para os adultos.
"Mary era uma pessoinha estranha e determinada, e agora que tinha algo interessante em que concentrar sua determinação, ficou obstinada para valer. Trabalhava muito cavoucando a terra e arrancando o mato, e à medida que as horas iam passando, ela se sentia satisfeita com seu trabalha, ao invés de se cansar dele. (...)"
Não tarda muito para Mary descobrir mais um segredo, durante as noites de chuva ela escuta uma criança chorando até que um dia acaba conhecendo seu primo Colin, um garoto acamado e que assim como Mary é muito mimado e todos fazem a sua vontade. O fato dele não gostar de outras pessoas foi o que o levou a se manter escondido, na verdade ele acha que todas as pessoas estão olhando para ele com dó, já que suas pernas são fracas e por isso, não consegue andar. Além disso, ele se sente condenado a morte. Mary não se intimida com a presença dele e ele também não se intimida com a dela, dando início a uma amizade.
A amizade dos dois se torna uma bela história e é o Jardim Secreto que os une cada vez mais, ajudando-os através de suas plantas e beleza a descobrir os prazeres da infância, a terem vontade de viver e acima de tudo a terem esperanças.
Passei por alto um pouco sobre os dois personagens principais da história e tentei ao máximo não entrar nos mínimos detalhes, para que quem não conhece a obra não tenha spoilers e também por acreditar que o encanto está justamente nos detalhes. Apesar da história ser infantil eu encontrei personagens densos, bem compostos e que encontram juntos na forma da amizade uma maneira de se enxergarem crianças, mesmo com a ausência de amor paternal ou maternal acham conforto em um jardim a muito abandonado devido a uma tragédia. A antipatia dos dois protagonistas é compreensível e em nenhum momento deixa a leitura cansativa.
No início do livro tem uma contextualização histórica sobre a obra e sobre a sua autora que vale a pena ser lida, mas pra quem ainda não conhece a história indico lê-la apenas depois de ter realizado a leitura por completo, pois nela contém o perfil dos personagens e detalhes do enredo que podem revelar um pouco mais do que o devido.

Eu gostei muito da leitura e recomendo a todos, adultos ou crianças, se estiverem interessados. Outros livros infantis já foram resenhados aqui no blog, aproveito para deixar o link caso estejam interessados, são eles: A Bela e a Fera, O Mágico de Oz, A Fantástica Fábrica de Chocolates, A mais bela de todas, Diário de uma garota nada popular, Extraordinário, João e Maria, Matilda, Once Upon a Time e muitos outros. Espero que tenham gostado da postagem e se quiserem deixem um comentário, vou adorar conhecer a opinião de vocês.

Você pode gostar

16 comentários

  1. Oi Carol, tudo bem?
    Que fofura de livro por mais que tenha sido em e-book, com toda certeza eu adoraria ler e me aventuraria, sei que envolveria muito a infância diante do assunto abordado, ótima resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Morgana, tudo e com você?
      Esse livro é bem gostoso de se ler e por se tratar de um clássico tem várias notas no início e ao fim do livro que enriquecem ainda mais a leitura. Eu estou tentando dá uma chance aos e-books depois que comprei um kindle, mas a minha paixão ainda são os livros físicos.
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  2. Olá!
    Nossa quanta nostalgia lendo sua resenha. Me lembro de assistido ao filme de O Jardim Secreto. Adorava!
    Fiquei bastante curiosa para ler o livro e embarcar novamente nessa história.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline, espero que realize a leitura, depois me conta o que achou.
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi.
    Eu assisti o filme, mas não lembro de muitos detalhes, na verdade.
    Fiquei com vontade de ler o livro que, apesar de ser infantil, parece ter uma história bem gostosa e cheia de reflexões bacanas.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Barbara, tudo bem?
      Essa leitura é bem leve, gostosa de se fazer, vale super a pena. Recomendo que leia o livro e depois veja o filme novamente!
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  4. Oi Carol, é tão bom quando as crianças tem acesso a livros na infância. Eu também felizmente li muitos bons livros e adaptações. O Jardim Secreto eu não estou lembrada de ter lido, mas pela resenha dá para ver que vale a pena.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito que grande parte do fato de crianças não gostarem de ler se deve ao fato de que alguns pais não incentivam. Não basta dá um livro pra criança e pronto, os pais precisam tirar um tempo, sentar ao lado da criança, ler junto a ela e mostrar quão divertido pode ser esse universo. Rose, espero que leia o livro é de fato muito bom!
      Beijos

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Tem alguns livros infantis que realmente encantam pela mensagem e pela construção das personagens. Eu li esse livro ainda bem novinha, mas antes já tinha assistido ao filme, que é super fiel. O desenho eu confesso que não conhecia, mas deve ser lindo também.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, tudo e com você?
      Eu fiquei só na animação, mas vou procurar o filme para assistir. Realmente tem livros que já valem somente pela mensagem que passam, esse é um deles!
      Obrigada pela visita.
      Beijos

      Excluir
  6. Oie
    que bom que gostou tanto do livro, eu o li faz um bom tempo e confesso que nao me recordo de quase nada mas foi ótimo ler sua resenha para refrescar um pouco minha memória, parabéns pela resenha

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiiie!

    O livro realmente pareceu ser composto por personagens densos! Eu adoro livros infantis, porque curto a nostalgia hahahha

    Parabens pela resenha, já anotei o livro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Estou aqui me perguntando como eu nunca ouvir falar desse livro!!! Parece ser muito bom, e eu adoro livros infantis, então deu certinho. Obrigada pela dica <3

    ResponderExcluir
  9. Oi tudo bem?
    Já li esse livro há muito tempo atrás mesmo, acho que não tinha nem 12 anos e também assisti ao filme inúmeras vezes, é uma história muito bonita e emocionante.
    Adorei poder relembrar dela através da sua resenha, beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?

    Amo esse livro/desenho! Tive a oportunidade de lê-lo junto com meus alunos. Gosto muito, apesar de achar Mary bem chata no início. Parabéns pela resenha! Adorei voltar à infância através dela.

    Beijos, Rob
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
  11. Já ouvi o título, mas admito que nunca li.
    Achei o enredo muito legal, mas no momento não é uma leitura que eu faria.
    Na verdade minha infância não foi muito voltada para leitura nem filmes, mas estou fazendo de tudo para que com meu filho seja diferente.
    Vou indicar a leitura ao meu filho.
    Parabéns pela resenha.


    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram