Resenha: O sol é para todos

04 novembro


O sol é para todos” (título original: To Kill a Mockingbird) da autora Harper Lee sem dúvidas foi umas das melhores leituras que fiz esse ano e até o momento estou me perguntando porque demorei tanto para iniciar a leitura. Um livro que é clássico da literatura americana e é considerada um leitura obrigatória nos Estados Unidos, com linguagem simples e ao mesmo tempo repleto de viés que leva ao leitor diversos questionamentos, um livro capaz de conquistar até os leitores mais exigentes.
Um dos primeiros pontos que quero abordar aqui é sobre o título brasileiro em relação ao título original, Monckingbird é um pássaro típico da região do Alabama nos EUA em uma tradução ao pé da letra seria ‘Matar um Mockingbird’. Apesar do título “O Sol é para todos” passar a mensagem de igualdade que é um dos pontos levantados na história, são tantas outras mensagens que são passadas que o título acaba não englobando tudo. Acho que a ideia da autora quando escolheu o título foi justamente levar os leitores a ler movidos pela curiosidade, além claro de fazer uma referência às brincadeiras das crianças.
O livro nos apresenta a vida de Scout uma garotinha de personalidade forte que junto ao irmão Jem e o amigo Dill vivem grandes aventuras na infância. Jem e Scout são órfãos de mãe e foram criados pelo pai, o advogado Atticus Finch, que os educava com moldes bem diferentes dos usados na época. Eles não são ricos, mas levam uma vida confortável. A vizinhança também é retratada no livro e um que ganha destaque na história é o recluso Boo Radley que mora em uma casa estranha e que as crianças apresentam um certo medo e curiosidade.
Ao longo do desenvolvimento é apresentada a rotina diária de Scout, ela é curiosa e muito impulsiva. Por vezes, acaba se envolvendo em confusões com os colegas de escola. Durante as férias ela, o irmão e o amigo aprontam muito com as mais diversas brincadeiras. Muita coisa muda quando Atticus decide defender um negro, Tom Robinson, que foi acusado de estuprar uma mulher branca, mas é inocente do crime. Scout e a família começam a sofrer com o preconceito e acusações de algumas pessoas da cidade.
O livro é narrado por Scout e a autora colocou nela muitas de suas experiências vividas na infância. Harper Lee nasceu em Monroeville, uma cidade do interior do Alabama que serviu de inspiração para criar Maycomb a cidade fictícia apresentada no livro. Assim como Scout é filha de um advogado que também defendeu negros em uma época em que isso não era bem visto pela sociedade. É sempre bom lembrar que o sul dos EUA foi uma parte do país extremamente racista no início do século XX e o livro se passa na década de 1930, portanto, a sociedade tinha uma divisão bem distinta: brancos de famílias tradicionais, brancos pobres e negros que viviam à margem da sociedade e muitas vezes não podia frequentar os mesmos lugares que os brancos.
Eu adoro ler livros que trazem a história sob a perspectiva de crianças, não porque acho que as crianças são ingênuas e sim pelo fato delas ainda não terem sido corrompidas pela sociedade em que vivem, apesar sim de terem muito dos pais e das pessoas que convivem diariamente, mas ainda estão sendo moldadas. E ter um fato tão interessante narrado do ponto de vista de uma menina que grande parte dos seus gestos não se encaixam na sociedade em que vive, é enriquecedor e deixa a história ainda mais fluida. Esse foi um dos principais pontos que me fez amar a história desse livro. Outro ponto que vale ser ressaltado é que os personagens são muito bem construídos, personagens interessantíssimos com personalidade distinta e muita presença.
O final do livro não traz respostas para muitas das perguntas levantadas, porém traz uma mensagem de esperança, uma porta aberta para as mudanças. Além de, quebrar estereótipos mostrando um outro lado da moeda de alguns personagens que eram vistos de uma forma diferente tanto para a sociedade quanto para a Scout. São tantas mensagens e tantos pontos positivos que eu poderia ficar divagando por horas ao longo da resenha, mas deixo o convite ao leitor que ainda não conhece a obra para que a leia e mergulhe nesse universo. Para os que já conhecem acredito que é uma obra que sempre vale a pena relê-la.

Enfim, o livro é repleto de camadas que vale a pena ser explorado a fundo, a escrita é fluida e a narrativa é gostosa de se acompanhar. Ainda não assisti ao filme, mas sem dúvidas irei ver em breve.
"-Ninguém precisa mostrar tudo que sabe. Não é educado. Em segundo lugar, as pessoas não gostam de quem sabe mais que eles. Incomoda. A gente não muda os outros falando direito, eles precisam querer aprender. E se não querem, o jeito é ficar calada ou falar com eles."
"Coragem é quando você sabe que está derrotado antes mesmo de começar, mas começa assim mesmo, e vai até o fim, apesar de tudo."
"Só porque fomos derrotados uma vez não é motivo para não tentarmos novamente."

Você pode gostar

25 comentários

  1. Oi, o sol é para todos é um clássico que eu quero muito ler, ele ta na fila a um tempão, já pensei em comprar ele varias vezes mas sempre acabei optando em levar outros em seu lugar, mas eu sou doida pra ler ele <3 vou comprá-lo assim que possível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Sem dúvidas é um livro que vale a pena ter, história maravilhosa, narrativa bem construída, tudo muito bem dosado. Espero que você compre e goste tanto quanto eu gostei.
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  2. Adorei sua resenha. Estou quase no finalzinho desse livro e adorando cada página. O livro realmente relata coisas importantes e deixa mensagens no decorrer das páginas. Já estou mega ansiosa pelo final.

    Beijos. | * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Fico feliz que tenha gostado da resenha, a sua também ficou muito boa. Fiquei feliz em saber que você gostou tanto da leitura quanto eu.
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Carol, tudo bem? Nunca li esse livro, mas, ouço falar tanto dele que tenho até vergonha de não ter lido. Vou procurar; valeu pela dica!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      O livro é de fato bem popular, quando comecei a lê-lo fiquei me questionando o porquê não comecei a lê-lo antes.
      Espero que leia e goste!
      Beijos

      Excluir
  4. Oi, Carol!
    Ai esse livro -- e essa edição lindja demais <3 Acho que O Sol é para Todos é um daqueles livros que todos deveriam ler pelo menos uma vez na vida, suas mensagens são fortes e importantes e seu tema é sempre contemporâneo. Parabéns pela ótima resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitória,
      Esse livro é de fato atemporal e mesmo se passando na década de 1930 mostra o quanto ainda temos que mudar muita coisa na estrutura da sociedade. As mensagens são bem fortes!
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  5. Oi!
    Esse livro é um clássico e tenho muita vontade de o ler, na verdade não sei por que ainda não o fiz e até fico envergonhada por isso. Os temas que o livro trata são extremamente relevantes e ainda muito atuais e só por isso já parece ser uma leitura que vale a pena, sem falar que uma mensagem de esperança não faz mal à ninguém.
    Beijos!
    Por Livros Incríveis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      O livro é maravilhoso, e de fato vale a pena realizar a leitura, a narrativa é envolvente e de fato muitas mensagens podem ser extraídas ainda nos tempos atuais. Espero que tenha a oportunidade de lê-lo. Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  6. Esse é um livro que quero ler faz tempo, mas ainda não tive oportunidade. A história é realmente muito envolvente, e também gosto de narrativas feitas por crianças, é uma visão completamente diferente, né? O tema tratado é bastante reflexivo e importante.
    Espero que consiga ler o mais breve possível!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Os fatos narrados por uma criança deixam a narrativa ainda mais interessante, a visão que elas possuem do mundo e como descrevem os fatos é cativante. Espero que consiga lê-lo em breve!
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  7. Oiii, Carol. Tudo bem? Esse é um livro que quero ler faz tempo, mas ainda não consegui fazer isso por causa dessa pilha de livros não lidos aqui em casa hahahha
    Mas quero ler sim, quem sabe coloco como meta do ano que vem :)
    E acho que vou gostar tanto quanto você, pois também gosto de narrativas feitas por crianças e o tema abordado no livro me interessa muito e gosto sempre de estudar mais sobre.
    parabéns pela resenha!
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gislaine!
      Compreendo bem essa vida de leitor, o meu exemplar do "O sol é para todos" ficou um bom tempo na estante aguardando a vez de ser lido e quando comecei me encantei por ele. Espero que tenha a oportunidade de lê-lo.
      beijos

      Excluir
  8. A única coisa que me deixou com o pé atrás foi que você disse que o fim do livro não trouxe respostas para muitas das perguntas levantadas, não gosto quando isso acontece. Mas também adoro narrativas sob o olhar de crianças e essa é uma história que tenho bastante vontade de conhecer, então vou me preparar pra encarar esse final que com certeza não acharei satisfatório... Hehe... Não sabia que tinham essas inspirações da vida da autora na obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando me referi que não traz muitas respostas é porque ao longo da leitura o leitor é levado a grandes questões sobre a estrutura da sociedade, preconceito, amadurecimento, entre outras e, são questões que permanecem mesmo nos dias de hoje e que nem sequer deviam existir. Ainda assim, a mensagem de esperança que fica ao final é incrível. Espero que realize a leitura e goste!

      Excluir
  9. Olá Carol, tudo bem?

    Adorei a sua resenha, ficou muito boa. Tenho esse livro e acho o projeto gráfico muito bonito. Ainda não li a obra e pretendo ler em breve, fiquei mais curioso agora.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Obrigada! O projeto gráfico realmente ficou lindo. Espero que leia e goste tanto quanto eu.
      Beijos

      Excluir
  10. Olá! Eu também sou louca pela leitura desse livro e, pelo que você contou dele, também vou me arrepender pela imensa demora. Eu também adoro livros que trazem a perspectiva de crianças, pois, por mais que a história seja intensa, elas nos trazem certa leveza. Se os personagens são bem construídos, mais um ponto para esse livro que parece incrível! Também quero assistir ao filme em breve, em seguida à leitura.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karla,
      Eu sempre ouvi as pessoas falando tão bem dele e não imaginava que fosse gostar tanto, me deu um pesar de ter deixado ele tanto tempo na estante esperando para ser lido, provavelmente irei relê-lo em breve. Espero que goste tanto quanto eu gostei.
      Beijos

      Excluir
  11. Olá!
    Eu tenho um desejo enorme em conferir esse livro, desde que assisti "Um Amor para Recordar" e a Jamie estava lendo rs' e depois que lançou fiquei louca, mas ainda não consegui pega-lo. Parece ser uma história e tanto, cheia de reflexões e questionamentos. Livros narrados por crianças é sempre um aprendizado, pois as crianças são mais sinceras e inocentes quando nos contam tais fatos..ótimas resenha, e espero conferir logo!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tahis,
      A leitura vale muito a pena, a visão das crianças a certos fatos são imparciais justamente porque muitos preconceitos ainda não foram inseridos no universo delas e isso é o ponto-chave desse livro, as indagações da protagonista, a forma como ela vê tudo que está em sua volta. Espero que leia e goste!
      Beijos

      Excluir
  12. História realmente cativante e que tem muito a oferecer, sinceramente, eu não dava nada ao livro, batia o olho na capa e não imagina que fosse uma leitura tão intensa assim, como é um livro que foge da minha zona de conforto, acredito que seria legal conhecer, principalmente pelo que foi descrito na resenha, gosto muito quando o narrador é uma criança, mas dá uma perspectiva diferente e a narrativa passa ter uma mesclada ótima. Enfim, gostei muito da sua resenha.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! O diferencial desse livro é o fato de ser narrado por uma criança que ainda está isenta de muitos preconceitos concebidos pela sociedade em que vive, só percebemos a profundidade do livro durante a leitura e que vai além do que imaginamos. Espero que realize a leitura e goste tanto quanto eu.
      Beijos

      Excluir
  13. Olá,
    É um clássico e leitura praticamente obrigatória nos Estados Unidos e eu nem conhecia rsrs
    Adorei a explanação que fez em relação ao título e fiquei curiosa em conferir os temas abordados, já que o título não consegue transpassar todas.
    Estou intrigada com a forma que a narrativa é feita, que é através de uma criança aparentemente inocente que não está a par dos preconceitos que a sociedade dissemina.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram