Resenha: Chegou a Hora de Mudar

28 setembro

Ultimamente tenho procurado variar um pouco mais as minhas leituras e ler outros gêneros. Então quando a Editora Autografia sugeriu esse livro, fiquei bem empolgada porque apesar de saber que a leitura seria autobiográfica e informativa, seria uma nova experiência, e posso dizer depois de concluí-la, muito significativa.
Em Chegou a Hora de Mudar, Bea Hasegawa narra de forma bem simples sobre a sua decisão de fazer a cirurgia bariátrica, como foi durante esse tempo e a vida nova depois dessa mudança. Através do incentivo da psicóloga, ela começou a fazer anotações no período antes da cirurgia e logo depois.
Bea tem tendência a obesidade, e durante muito tempo procurou justificá-la com a genética. Durante muitos anos ela sentiu-se mal com o seu corpo e por mais que tentasse se convencer que poderia viver como as pessoas magras, ela tinha o sonho de perder peso e estar bem consigo mesma. E é a partir dessa vontade que ela decide fazer cirurgia bariátrica para realizar essa mudança. Como Bea sempre gostou de ler e tinha muitas dúvidas a respeito da cirurgia, ela não hesitou em pesquisar tudo o que ela precisava saber para que se sentisse segura.
Chegou a Hora de Mudar é um livro surpreendente que pode ajudar muitas pessoas que estão em dúvida em relação a cirurgia bariátrica. Através da sua experiência, Bea compartilha suas motivações, incertezas e dúvidas diante dessa nova página escrita em sua vida. Não é uma mudança tão fácil de ocorrer, ela tem que ser construída todos os dias e exige da pessoa a força de vontade necessária para continuar, mas todo esforço tem o seu resultado. E o mais importante é estar bem consigo mesmo.
Não é nenhum segredo que a nossa sociedade tenta implantar um ideal de beleza e quem não se encaixa sente-se excluído. Em sua narrativa, Bea também conta como é difícil viver acima do peso em um mundo que idolatra quem está dentro do padrão.
A diagramação é simples e possui algumas ilustrações que ajudam a compreender melhor a cirurgia. As folhas são amareladas de papel pólen e a leitura é bem rápida sendo informativa e ao mesmo tempo bem pessoal, pois não conta só a cirurgia, mas também a mudança da autora.


Esse é um livro que recomendo para quem deseja fazer a cirurgia bariátrica e ainda está em dúvida e também para quem já fez e acredita que ainda pode melhorar. Sem dúvidas, Bea vai te ajudar, mas não se esqueça que essa mudança depende também de você!

Você pode gostar

13 comentários

  1. Também adoro variar nas leituras, ler um livro que me tire da zona de conforto é sempre bom e trás experiências maravilhosas na maioria das vezes. E adorei ao livro, eu sou do tipo "sanfona" que emagreço e engordo com a mesma facilidade, e quase nunca consigo ficar com um peso que me agrade =[. Minha tia fez a cirurgia bariátrica e assim como a Bea, ela pesquisou muito sobre o assunto, até tomar uma decisão, pois não é qualquer cirurgia, mas um procedimento um pouco arriscado.
    O Pequeno Leitor

    ResponderExcluir
  2. Que interessante, nunca li nada nesse estilo. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não li nenhuma obra ainda que tenha essa discussão como tema.
    Achei a proposta bem interessante e as reflexões que podemos fazer diante dessa tram.
    A sociedade sempre irá impor um padrão e quem não se enquadra realmente fica excluído.
    Estou tentando perder alguns quilos devido a minha saúde, o bem-estar e também minha auto-estima, pois era mais magra e depois que casei acabei engordando bastante. Mas claro que tudo deve ser feito com acompanhamento de profissionais para não gerar problemas no futuro.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente o livro não faz meu tipo de leitura, e nem tenho nenhuma vontade de saber mais sobre o assunto tratado, eu acho que não teria coragem de fazer qualquer tipo de cirurgia por conta de beleza, sabe? Claro, há casos que é questão de saúde, então tudo bem, mas como não preciso de nada do tipo, não me interesso mesmo, rsrs. Mas deve ser uma leitura excelente e muito esclarecedora.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Também tento variar um pouco nas leituras, mas acabo voltando para os meus romances rs'
    gostei da premissa desse livro, é ótimo para quem está pensando em fazer tal cirurgia, seria como conversar como uma amiga que está no mesmo barco rs' gostei da dica.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Thalita!
    Acho que biografias e autobiografias são sempre uma boa pedida quando queremos variar haha a história da Bea me parece muito interessante, principalmente porque o tema é bastante interessante. Vou indicar para uma amiga que está pensando em fazer essa cirurgia.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Oi Thalita. Achei interessante a moça escrever sobre a experiência dela, com certeza esse livro ajuda muita gente porque a cirurgia bariatrica ainda deixa muitas duvidas. Não é um livro quer eu leria pois não é de meu interesse, mas o recomendaria a quem precise, com certeza!

    ResponderExcluir
  8. Olá! Achei super esclarecedora a ideia da autora em compartilhar suas dúvidas, incertezas e sentimentos sobre o tema. Realmente, estar fora do padrão de beleza imposto pela sociedade pode ser um grande problema para algumas pessoas e isso faz com que o peso dos quilos a mais seja um grande fardo para a pessoa e influencia diretamente na decisão de fazer a cirurgia bariátrica.
    Vou procurar para leitura e indicar aos amigos que querem, vão ou passaram por isso.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Thalita, sua linda, tudo bem?
    Já li algumas entrevista de pessoas que fizeram a cirurgia e disseram que ela não adianta nada se a pessoa não mudar o estilo de vida e principalmente seus hábitos de alimentação. Confesso que a leitura não faz meu gênero, mas achei muito importante e generoso falar sobre algo real que pode ajudar muita gente que pretende fazer a cirurgia também. Gostei muito da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Thalita, não conhecia nem editora e nem livro.
    Achei a premissa bem interessante porque é totalmente diferente do que costumamos ver por aí.
    Bea foi inteligente em abordar o quanto é difícil viver em um mundo que só vê e prega beleza.

    ResponderExcluir
  11. Oiee Thalita ^^
    Eu não sou muito fã de biografias e autobiografias, mas de vez em quando leio uma ou outra. Mas esta não me chamou a atenção, por mais que pareça ser interessante, ou surpreendente, como você disse. Imagino que tenha sido muito difícil para a Bea, e também deve ser para muuita gente, mas as coisas andam mudando, né? Engatinhando, mas mudando.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  12. Olá Thalita, tudo bem? Confesso que não sou fã de livros de auto ajuda (?). Não é preconceito, só acho que ainda não estou preparada para ter esse tipo de leitura. Exatamente como você falou, esse livro deve ser bom pra quem for fazer a cirurgia :)
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Thalita!
    Uma ótima indicação mesmo para quem quer fazer a cirurgia ou mesmo quem convive com alguém que já fez ou poderá fazê-la. É uma situação delicada, que precisava ser acompanhada com calma e segurança, e passar a próxima experiência para o próximo assim é muito legal da parte da autora. É preciso se ligar na saúde e ao mesmo tempo no nosso bem estar com nós mesmos, manter um equilíbrio entre duas questões tão sensíveis e importantes.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram