Resenha: O cão que guarda as estrelas

05 julho



Sinopse: O cão que guarda as estrelas, de Takashi Murakami, é uma graphic novel que conta uma aventura vivida por dois companheiros: um simples senhor, sem dinheiro, emprego, ou família, e seu cachorro. Juntos, eles farão o possível para viver e sobreviver a sua viagem pelo interior do Japão.O diferencial da narrativa fica por conta do ponto de vista. Os acontecimentos são vistos sempre pelo olhar do cachorro e a perspectiva canina dos fatos e seus sentimentos são os companheiros do leitor ao longo das páginas. (Universo HQ)

Quando me propus a conhecer o universo dos mangás não fazia ideia do que me aguardava, não fazia a menor ideia do quanto esse tipo de leitura poderia me afetar e transformar a minha visão de mundo, abordando temáticas interessantíssimas e trazendo enredos emocionantes. Posso dizer que conhecer os quadrinhos japoneses foi uma aposta certeira. Até o momento só fiz leituras que me agradaram e me instigaram a ir em busca de novas em seguida. Foi nessa busca que me deparei com o mangá “O cão que guarda as estrelas”, a princípio encantada pela bela capa e pelo fato do protagonista ser um cãozinho e em seguida pelos elogios que vi tecidos em tantas outras resenhas, porém o mesmo se encontrava esgotado e não o encontrava em livrarias, até que já sem esperanças o vi disponível no site da Amazon, não parei para pensar e o comprei e não me arrependo nenhum segundo pela compra.

Happy é um cãozinho adorável que adora passear com o seu dono diariamente. É durante esses passeios que os dois começam a desenvolver uma bela relação de amizade e com o passar dos anos os dois ficam ainda mais próximos. O seu dono acometido por uma doença grave e desempregado acaba sendo abandonado pela esposa, o relacionamento com a filha também deteriorado acaba afastando-o das duas. Sem ter muitas posses após o divórcio ele parte por uma viagem junto com o seu cãozinho Happy pelo litoral do Japão.

O que esperar dessa viagem? Muitas emoções meus caros leitores. Através de uma visão repleta de sensibilidade e cheia de pureza que só pode ser passada através de narrativas do ponto de vista de animais e crianças, o enredo vai tomando forma e impressionando com as belas ilustrações. Ao mesmo tempo que a amizade entre o cão e seu dono aqueceu o meu coração os meus olhos ficaram marejados tomados pelo drama sensível que era desenvolvido ao longo das páginas. Desde o início o leitor já tem um vislumbre do final triste, porém a caminhada até aquele momento é extremamente rica e intensa. É nos percalços encontrados que o leitor é tomado pelo amor entre o dono e seu melhor amigo e é difícil se tornar imune a esse sentimento tão grandioso que está sendo retratado ali.


Eu não tenho dúvidas que os cães são seres iluminados que preenchem a vida de seus donos com uma amizade e fidelidade inquestionável, portanto já esperava que a leitura iria me comover, o que eu não esperava era a intensidade com que iria me atingir, despertando uma verdadeira enxurrada de lágrimas. Mesmo com toda a carga dramática, encerrei a leitura com o coração cheio de bons sentimentos e extremamente feliz por ter realizado essa leitura.
Ilustração extraída do site Natalie.

A obra foi premiada em diversos países e ganhou até um filme que foi baseado nesse mangá. Espero ter a oportunidade de falar sobre o filme e sobre a continuação “O outro cão que guarda as estrelas” em breve aqui no blog.

Você pode gostar

6 comentários

  1. Olá tudo bem?
    Confesso que nunca li mangás mas tenho muita curiosidade, ainda mais se for levado ao pé da letra (ler de trás para frente). Amei essa história e fiquei fascinada pelo cachorrinho! Adoro personagens animais e com certeza adoraria ler esse mangá! Já vou até começar a procurar mais sobre ele. Vai que eu ache pelo menos o filme né?

    beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tudo e com você?
      O universo dos mangás é incrível, conta com os mais diversos gêneros e se você gosta de quadrinhos provavelmente irá gostar dessas obras. A primeira vez que li demorei um pouco para me adaptar com o jeito de ler, mas após algumas páginas já estava tão adaptada que nem percebia que estava lendo da direita para esquerda.
      Depois me conta se achou.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Carol@


    Não li mangas, mas já coloquei alguns na minha lista e concordo com vc, que capa maravilhosa! Nos instiga! A estória parece envolvente e o fato de ter um cachorro apenas me estimula a querer experimentar esse mundo diferente. Enfim, obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol, não conhecia o livro, e sem dúvida a autora pegou para protagonista uma dupla tão comum e viável como um Homem e seu cachorro. O enredo parece bom e vou deixar o nome anotado
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  4. Eu não tenho coragem de ler essa obra, acho que choraria demais, tudo o que envolve cachorros me derruba!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  5. Olá, Carol
    Adoro mangás e esse parece ter uma história muito singela, a sua resenha já me deixou apaixonada e emocionada. Mal vejo a hora de ler <3


    Beijinhos,
    Livros que Li

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram