Resenha: Como se Fosse Magia

03 janeiro

Eva é uma escritora de muito sucesso e os seus livros já estão na lista dos Best Sellers. Porém, ela sofre com um bloqueio criativo e não conseguiu escrever nada durante um ano. Ela precisa dar um final a sua série de fantasia e está sendo cobrada por isso, já que o seu livro será lançado na Bienal. Em busca dos momentos de inspiração para escrever, ela presencia um assalto em que o rapaz fica muito ferido e bate com a cabeça no chão. Ao vê-lo naquela situação tão difícil, Eva corre até ele para ajudá-lo e quando o olha, fica admirada por ele ser igual ao Enzo, o personagem da série que ela está escrevendo. Ela o leva para o hospital,  mesmo com seu melhor amigo Thiago achando que pode ser uma loucura ajudar um estranho. Eva está disposta a descobrir se ele é mesmo o personagem do seu livro ou somente um homem comum, mas ele perdeu a memória e agora ambos precisam descobrir a sua verdadeira identidade.
Como se Fosse Magia é um livro que é bem diferente de todos os livros que já li. Quando eu li a sinopse do livro, fiquei imaginando essa história de uma forma bem diferente, mas não foi como eu esperava. Esse foi o meu primeiro contato com a autora e gostei muito da narrativa, que prendeu a minha atenção do inicio ao fim.
Eva não é uma escritora comum. Ela consegue ver os personagens e até mesmo comunicar com eles, e isso não tem horário para acontecer. Pode ser em qualquer momento e por isso a maioria das pessoas se afasta dela, inclusive os mais próximos que falam que ela sofre de esquizofrenia. Thiago é o melhor amigo de Eva, ele que a agencia e que sempre acreditou no potencial dela, sem duvidar que ela possa comunicar com os seus personagens e também acredita que o homem desmemoriado seja o Enzo. Enzo é encantador e mesmo não sabendo quem seja e achando uma maluquice que talvez seja um personagem, ele se sente muito próximo de Eva, mesmo sem saber por qual motivo.
Como se Fosse Magia é um livro para ler com esse propósito: acreditar que tudo pode acontecer. A narrativa da Bianca é leve, repleta de momentos marcantes na vida dos personagens e no inicio de cada capítulo tem um trecho de música que revela um pouco dos sentimentos deles em cada momento. Como se Fosse Magia é exatamente como diz o título e para quem procura uma leitura com mistério, romance e emoções, o livro reserva muitas surpresas e o mais interessante é que a autora consegue manter todo o suspense da narrativa até o final. Portanto, se você procura uma leitura diferente que te faz imaginar como seria se o mundo real e o mundo mágico pudessem se encontrar, este é o livro que recomendo!

Você pode gostar

7 comentários

  1. Olá, esse livro está na minha lista já faz um tempo, fiquei mais curiosa para saber o desfecho da história o que vai acontecer com o Enzo e com Eva.

    www.mundofantasticodoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Thalita, tudo bem?
    Eu participei de um top comentarista desse livro, pena que não ganhei porque estou louca para ler.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Todos falam muito bem dos livros da Bianca Briones, mas confesso que ainda não li nada dela. Mas estou pensando em fazer como você, começar por 'Como se fosse magia'. Só em você dizer que quem for ler essa história tem que entrar com a mente aberta para a possibilidade de 'Acreditar que tudo pode acontecer' já me convenceu. Também achei a sinopse bem interessante e se você informa que a narrativa é leve e envolvente já posso sentir que irei gostar.
    Enfim foi ótimo conferir sua opinião e parabéns pela leitura e resenha. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem por aí?

    É a segunda resenha de uma obra da Bianca Briones que eu leio hoje e, pelo visto, ela agrada todo mundo. Confesso que nunca li uma de suas obras, mas acho que super valeria à pena ler. A premissa de "Como se fosse magia" é muito interessante. Sua resenha ficou ótima, parabéns!

    Abraços.
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Já li algumas outra resenhas da obra também bem positivas e a cada uma fico ainda mais intrigada para acompanhar o desenvolvimento dessa trama onde Eva consegue ver e se comunicar com os personagens. Confesso que isso é bem inusitado e me chama muito a atenção. Essa mensagem que a obra passa de que tudo pode acontecer é bem interessante.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie, Thalita!
    Eu nunca li nada dessa autora e morria de vontade de começar a série Batidas Perdidas - acho as capas lindas demais. Mas li um trecho dela certa vez e não curti... Achei bem meloso e clichê, então fiquei com um pouco de medo da autora, haha.
    Mas esse livro parece ser bem interessante, e ainda é curtinho. Vou dar uma chance pra ele com certeza <3 Dica anotada!
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br
    www.youtube.com/literamigas4

    ResponderExcluir
  7. Eu amo tudo o que a Bianca Briones escreve,e na verdade esse é o único livro dela que não li,então sua resenha só me deixou ainda mais em falta comigo mesma e com a autora,ele parece ser lindo e fofo,daqueles que inspiram e te fazem suspirar.


    Vou ler o mais rápido que der e não perca tempo Thalita,leia a série Batidas Perdidas,você vai enlouquecer !!!!

    bjsssss

    ResponderExcluir

Facebook

Instagram