Durante muito tempo, tive vontade de ler esse livro. Eu já tinha ouvido falar da Giovanna, e como amo o gênero chick-lit, não poderia deixar de passar a oportunidade de fazer a leitura. Depois de apreciar a história, posso dizer o quanto fiquei curiosa para ler os outros livros da autora que no momento ainda não foram publicados no Brasil.
Sophie May é uma mulher muito tímida que mora com a mãe em uma pequena cidade perto da Inglaterra chamada Rosefont Hill. Ela passa os seus dias trabalhando na casa de chá e bolos Tea-on-the-Hill como confeiteira, ao lado da simpática senhora Molly, que há contratou muitos anos atrás. Ao contrário dos seus colegas de escola que queriam viajar ao redor do mundo ou fazerem uma faculdade, Sophie optou por continuar morando na pequena cidade e levar uma vida simples.
Apesar da simplicidade de Rosefont Hill, a cidade foi escolhida para ser cenário do filme Orgulho e Preconceito, um dos livros que encantou Sophie. Quando as adolescentes chegam à casa de chá, elas falam que o ator Billy Buskin será o protagonista e como ele é o ator teen do momento, Sophie nem imagina quem seja.  Até que ele aparece na casa de chá em que ela trabalha e apesar dela não fazer ideia de quem ele é, ele começa a frequentar o lugar todos os dias, até que ela descobre que ele é o Billy, um ator de cinema que apesar de toda a fama, a chama para sair em um encontro e mesmo com toda a sua timidez e insegurança, Sophie aceita sair com ele e protagonizar uma nova história de amor. Porém nem tudo são flores, afinal ela é só uma pessoa comum enquanto ele é um astro dos cinemas. Como esse romance poderá dar certo?
Billy e Eu é um livro encantador que me surpreendeu, mas me deixou um pouco irritada em alguns momentos. É o típico clichê com drama hollywoodiano e ainda assim é impossível não ler. Sophie é a garota da cidade do interior que teve poucos relacionamentos, não se sentia a vontade com muitas pessoas e passava a maior parte do tempo em sua própria bolha e conhece Billy, um homem famoso que está crescendo cada dia mais em sua carreira e só pensa no quanto ainda pode alcançar em sua vida profissional.
Apesar de ter tudo para dar errado, ambos desejavam fazer com que cada momento juntos valessem a pena e que o amor poderia ser maior que todos os holofotes. A história é bem construída e a escrita de Giovanna me prendeu e fiquei bem ansiosa para chegar ao final. Com muitas confusões e momentos surpreendentes, a história vai ganhando um ritmo que quando percebi já estava terminando o livro.
Os personagens são como pessoas conhecidas do nosso dia a dia e Molly foi uma das minhas favoritas. Ela é a melhor amiga de Sophie e apesar da diferença de idade é como uma mãe para ela. Ela sabe o momento certo de falar e também de aconselhar fazendo com que Sophie se sinta feliz. Junto com a Molly, tem outras senhoras que aparecem na história frequentando a casa de chá e é bem divertido o momento em que elas aparecem.
O livro é narrado em primeira pessoa pela Sophie e em alguns momentos ela volta ao passado, e são nesses instantes em que é possível compreender porque Sophie é tão insegura de si. Apesar do segredo que ela guarda, ainda assim fiquei irritada em alguns momentos com as atitudes passivas da personagem que encontrava sempre um motivo para ficar calma, mesmo diante de algo que exigia que ela tomasse uma atitude.
O livro é dividido em quatro partes e ao longo da história podemos acompanhar o amadurecimento da personagem em meio a uma nova vida. A leitura é bem leve e ótimo para ler de forma despretensiosa sem esperar grandes reviravoltas. Para quem gosta de um chick-lit com uma pitada de clichê hollywoodiano esse é o livro que recomendo sem dúvidas!


6 Comentários

  1. Ia escrever coisas legais mas, só consigo falar "oooooooooouwn"

    Beijos
    Lua Mariano
    www.meumundodalua.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Thalita,
    Não tenho lido muitos livros desse estilo no momento, mas acho um tipo de leitura bem gostosa. Gostei muito da sua dica, vou anotar aqui.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Thalita.

    Não conhecia este livro, ainda mais porque tem um tempo que não leio Chick-lit. Mas já estou separando alguns que tenho aqui em casa para ler para adicionar outros na lista de desejados. Sabendo que este contém uma leitura leve e com reviravoltas, vou acrescentá-lo na meta de 2017.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá, achei a capa bem bonita, gostei da sinopse e de saber que é uma leitura leve mas com reviravoltas me chamou a atenção. Prometo dar uma chance a leitura, beijão

    ResponderExcluir
  5. Olá.
    Primeiro: me ganhou pela capa, que fofa!
    Não conhecia nem o livro, nem a autora e acho que ainda não andei me aventurando pelo gênero. Vou adicionar a lista e espero poder ler em breve. Ótima dica e excelente resenha. Abraços

    ResponderExcluir
  6. Oi, eu adoro este gênero literário, mas no momento estou refém dos parceiros e leio o que me enviarem.
    Tua resenha ficou muito boa, parabéns!
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir