Sempre gostei de ler histórias com princesas, castelos, mesmo sabendo o final previsível com o felizes para sempre e o amor do verdadeiro príncipe.  Hoje, os contos de fadas surgem nos livros contemporâneos  e de uma forma sutil fazem com que mais uma vez apaixonamos pelos personagens e desejamos o tão sonhado final feliz. Mas e se esse conto de fadas não for exatamente como esperamos? Bom, foi essa leitura cativante e diferente que encontrei em A Falsa Princesa.
Nalia vive no castelo com os seus pais, tendo toda a educação que uma princesa deve ter e tem um melhor amigo chamado Kiernan e eles passam a maior parte do tempo juntos. O plano dos dois era encontrar a porta secreta do rei Kelman escondida magicamente nas muralhas externas do palácio e ninguém mais sabia como encontrá-la. Porém tudo muda quando os seus pais a chamam no palácio e revelam que na verdade ela não é Nalia e sim Sinda, a falsa princesa que ficou no lugar da verdadeira, enquanto a outra era protegida para não ser morta pela profecia que dizia que a verdadeira princesa seria assassinada aos dezesseis anos. Como isso não aconteceu, Sinda precisava deixar o castelo imediatamente enquanto seus "pais" esperavam a chegada da verdadeira filha, que até então vivia em um convento.
Para que Sinda retorne para a sua verdadeira casa, os feiticeiros desfazem o encantamento que a fazia se parecer com a princesa e com apenas algumas roupas e poucas moedas de ouro, ela encontra a sua tia Varil, que é a única parente que ela tem. A vida de Varil não é nada fácil e como Sinda viveu muito tempo como princesa é difícil de se adaptar. Agora ela está pobre, tem afazeres domésticos e é difícil não lembrar mais de sua vida no palácio. Longe do lugar que ela cresceu, aos poucos Sinda tenta construir a sua vida, mesmo sem saber o que a espera em um futuro tão incerto e cheio de reviravoltas.
A Falsa Princesa é um livro de fantasia, cheio de surpresas e com uma narrativa tão envolvente que é difícil parar de ler. A trama é surpreendente e quando você pensa que acha que sabe o que está por vir, algo diferente acontece e você fica imaginando o que o futuro reserva.
Sinda é uma personagem que inicialmente fiquei com muita pena dela por ter que abandonar tudo e seguir adiante. Afinal, ela foi vítima de uma emboscada ainda que essa não tenha acontecido, mas ao sair do castelo, merecia muito mais do que apenas poucas moedas e algumas roupas. Durante muitos anos, esse lugar foi a sua casa e agora ela teria que se adaptar com uma tia desconhecida que não era muito de demonstrar afeto. A mudança repentina, o choque por todas essas surpresas fazem dela uma personagem mais dura em alguns momentos da narrativa. Durante a leitura Sinda também teve muitas atitudes que não foram boas, e mesmo sendo compreensível pelo sofrimento que a personagem carregava, fiquei incomodada por ela ser tão egoísta algumas vezes.
Kiernan é encantador. É um amigo verdadeiro e faz de tudo para pela amizade, para ajudar naquilo que for preciso, não importa o que aconteça.
O livro é narrado em primeira pessoa pela Sinda e é difícil não se conectar coma sua história. A Falsa Princesa conta também com vários personagens secundários que tem um papel importante na trama. Ao longo do livro vemos uma Sinda que sofre, mas também que tenta crescer e seguir adiante mesmo quando tantas coisas parecem estar impedindo a sua felicidade. Muitos personagens contribuem para essa mudança e nenhum deles está na história em vão.
Esse é um livro que recomendo para fugir do tradicional e também para se surpreender com as reviravoltas que acontecem durante a leitura. Caso esteja procurando uma história de fantasia com amizade e surpresas esse é um livro que recomendo sem dúvidas!


12 Comentários

  1. Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas fiquei mega curiosa para saber o que acontece com Sinda no final. Como você, também fiquei com muita pena de Sinda e acho que ela deveria ter ganho mais que algumas moedas, agora preciso ler para saber como ela vai se virar e se vai acontecer algo realmente bom com ela no final hahaha

    livroslapiseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Thalita, gostei de saber como se desenrola a trama e você cuidou de passar a essência da obra sem nada entregar de spoiler. Fiquei pensando o quanto deve ser difícil viver uma vida inteira dentro de um padrão e de repente tudo mudar, fora que a falsa princesa foi mesmo é enganada e usada, afff!!!!
    Quero ler este livro para saber de tudo e creio que gostarei, pois amoooo fantasia, sem falar que você colocou que todos os personagens tem um importante papel na trama e foram muito bem construídos, gosto demais quando o autor(a) se esmera em construir todos os personagens de forma coerente dando a cada um a devida importância.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Gosto muito de fantasia e, embora não seja tão fã assim dos clássicos contos de fadas, esse livro por ser inovador me despertou bastante interesse.
    Fiquei bem ansiosa para conferir as reviravoltas e surpresas que o enredo nos traz, sem contar que aborda também a amizade.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Thalita.
    Também amo livros sobre contos de fadas, princesas e essas coisas.
    E acredita que não conhecia esse? Gostei da história e da sua resenha. E saber que é narrado em primeira pessoa me deixou mais animada, porque gosto de livros narrados assim, acho que aproxima mais o leitor com o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Thalita, li esse livros há tempos atrás e não lembro muito detalhadamente de o que achava da protagonista, mas me lembro de gostar bastante da história e de assim como você me sentir instigada com os acontecimentos, e sim eu tbm me surpreendi em vários momentos por esperar algo e acontecer outra. Deu vontade de reler para relembrar tudo certinho

    ResponderExcluir
  6. Esse livro tem muitas reviravoltas mesmo... Com certeza a Sinda merecia mais que o pouco que lhe deram quando deixou o castelo, como pode, né, a menina passa a vida inteira enganada, achando que é princesa, e sai basicamente sem nada dessa história. Gostei muito desse livro quando li, curti o final.

    ResponderExcluir
  7. Eu achei a Sinda bem egoísta algumas vezes, mas até que dá para entender. Sem contar que é uma sacanagem criarem ela como uma princesa que pode fazer o que quer e de repente tem que ir embora na hora que não serve mais!
    Enfim, foi super interessante ler o inverso do convencional e achei uma grande história. Adorei sua resenha e relembrar da leitura que fiz :)
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá! Apesar de conter fantasia (e isso me dificultar para soltar a minha imaginação), adoro livros cheios de reviravoltas e surpresas e, claro, tramas em que não conseguimos largar a leitura! Também adorei quando você conta que o livro fala sobre amizade. Vou procurar para leitura.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oiee Thalita ^^
    Eu até que gosto de histórias de princesas (sou apaixonada pelas das Barbies, é fato), mas não sou fã de livros de fantasia, então não sei se leria este. E a premissa não me chamou muito a atenção, não gosto muito de magia, feiticeiros e coisas do tipo *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  10. Realmente é um livro que foge do tradicional, eu gostei muito da trama, achei criativa e muito envolvente. Fiquei triste e feliz ao mesmo tempo que é livro único, mas o final foi satisfatório. Quero muito ler outras obras da autora.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. É uma história cativante e realmente diferente do que encontramos atualmente, até tenho interesse em ler futuramente, pois gostei da sua opinião e da história, acredito que pode ser um livro que vai me fazer sair da zona de conforto e me surpreender, espero mesmo ter uma oportunidade de ler e ser envolvida!

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi Thalita!
    Que injustiça com a Sinda! Nem li o livro e já fiquei revoltada com o que fizeram com ela porque po, ela não escolheu isso, nem sabia, depois é mandada embora sem nada, puta sacanagem! E tendo sido princesa, acho até compreensível ser egoísta. No momento, torço por um belo crescimento da personagem. Fiquei bem curiosa com essa história!

    ResponderExcluir